Rótulos com guias no QGIS

Essa dica é pra você que teve necessidade de colocar rótulos em feições com geometrias muito próximas e precisa mover os rótulos adicionando uma linha guia. Eu tive essa necessidade recentemente no trabalho e encontrei essa dica fantástica do Alexandre Neto, do blog SIG sem grilhetas.

O Alexandre usou uma view no Postgis para automatizar a criação de guias para os rótulos que são movidos de sua posição original. Veja o resultado abaixo:

guidelines

(mais…)

QGIS – Criando um mapa de localização

Olá galera, gravei esse vídeo tutorial por conta da solicitação do colega Alexandre Santos, lá no grupo de discussão da comunidade QGIS Brasil.

Esse grupo é , se não o maior, um dos maiores repositório de conteúdos sobre QGIS na internet brasileira. São mais de 1800 integrantes trocando conhecimentos com uma média de 300 postagens por mês.

Criando o mapa de localização no QGIS

Lá no grupo o Alexandre fez a seguinte questão:

Prezados Listeiros,

Gostaria de fazer um mapa implodido da área de estudo, como demonstrado na figura abaixo, alguém conhece algum tutorial, imagino que uma figura como essa use QGIS + GIMP, muito obrigado,

Modelo QGIS

Alexandre

E nesse vídeo tutorial eu apresento uma forma de criar um mapa nos moldes desse que o Alexandre apresentou. O vídeo é um pouco longo, por isso eu criei um sumário onde é possível pular para uma parte específica do vídeo.

Sumário do vídeo:

Apresentação
Criação das regras de simbologia
Configurando pre-definições
Criando compositor de impressão
Adicionando pre-definições
Conectando os mapas com as linhas
Adicionando escala e norte
Exportando mapa para figura
Inserindo mapa em documento de texto

Nos link abaixo você pode baixar os arquivos utilizados no tutorial:

Dados a nível mundial: http://www.naturalearthdata.com/downloads/
Dados a nível nacional e estadual – IBGE 2014: ftp://geoftp.ibge.gov.br/malhas_digitais/municipio_2014/

Música utilizada no vídeo: The Fiery Furnace – Ethan Meixsell http://bit.ly/20TzLdc

Mapa de declividade no QGIS 2.2

Conhecer a declividade de um terreno é importante para estudos geológicos, geomorfológicos, hidrológicos, etc. A representação cartográfica da declividade do relevo é feita através de mapas temáticos, expressos em classes com agrupamentos de intervalos que podem variar de acordo com o objetivo que o trabalho se propõe ou adaptação às condições físicas da área estudada.

Vários estudos desenvolveram propostas para as classes de declividades. Nesse tutorial trabalharemos como exemplo a classificação da Embrapa Embrapa (1979), tendo como base dados SRTM.

CRIANDO UM MAPA DECLIVIDADE NO QGIS

Calculando a declividade do terreno:

DeclividadeO primeiro passo é calcular a declividade do terreno. Para isso basta seguir os passos sugeridos no meu último tutorial “CÁLCULOS DE DECLIVIDADE NO QGIS”

Nesse tutorial foi utilizado arquivos SRTM para realizar o cálculo de declividade do terreno. Mas você também pode utilizar os dados do ASTER GDEM, Topodata ou outro MDT. (mais…)

Cálculos de declividade no QGIS

A análise da declividade das vertentes possibilita evidenciar a distribuição das inclinações de uma superfície do terreno. Nesse tutorial vamos aprender como realizar cálculos de declividade no QGIS, utilizando dados SRTM.

Esse é um tutorial longo, caso queira ir para uma determinado ponto do tutorial use o menu abaixo:

  1. Configurando o ambiente do QGIS
  2. Reprojetando as imagens SRTM
  3. Calculando a declividade em graus ou porcentagem
  4. Calculando pelo menu: Raster > Análise > MDE (Modelo Digital de Elevação).
  5. Calculando pelo comando do GRASS: r.slope.aspect
  6. Fontes

Objetivo:

  • Calcular a declividade do terreno em graus ou porcentagem. 

 Do que você precisará:

  • Software QGIS (no meu caso estou usando a versão 2.0)
  • Imagem como dados de elevação, no meu caso uma cena SRTM (mais…)

QGIS: Download de simbologias para mapas pedológicos

Qual simbologia eu devo usar em um mapa pedológico? Nós temos a solução definitiva.

Para resolver essa questão, e facilitar a vida de pesquisadores de todo o Brasil a EMBRAPA, em parceria com o IBGE, lançou a segunda edição do Manual Técnico de Pedologia  uma atualização do Manual técnico de pedologia, lançado em 1995.  O manual técnico discorre sobre os avanços verificados na ciência do solo no Brasil, em especial, na área de Pedologia, e incorporar a atualização de conceitos, critérios e normas e inovações constantes no Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. Apresenta uma concisa abordagem das modificações e evoluções na área de gênese e classificação de solos, mediante enfoque de aspectos histórico, descritivo, conceitual e taxonômico. Apresenta, ainda, parâmetros para descrição e classificação de solos, bem como sucinta caracterização dos vários tipos de levantamentos pedológicos. 

Capa do Manual técnico de pedologia - 2a  edição IBGE

O manual nos apresenta uma tabela com as cores, nos sistemas PANTONE, CMYK e RGB, que deve ser utilizadas no mapeamento pedológico de todo o Brasil, levando em consideração o Sistema Brasileiro de Classificação de Solos.Trata-se de uma tentativa de padronização das classes de solo, de forma que os mapas não fiquem sobrecarregados e, assim, não prejudiquem a compreensão das informações apresentadas. Para facilitar o uso dessa simbologia para mapeamento pedológico eu tomei a liberdade de criar um arquivo .xml com os dados dos estilo de cores retirados da tabela do Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. Esse arquivo, que pode ser facilmente importado para o QGIS, carrega as informações de todas as classes de solo e suas respectivas simbologias agregando os símbolos ao biblioteca do software.
(mais…)